Serviços Repórter Parintins

"Acredito na independência dos Poderes, diz Nêga Alencar

“Não é o fato dele (Telo Pinto) ter sido o líder do prefeito que vai permitir que o Legislativo se transforme em extensão da Prefeitura”, disse a vereadora.

Foto: Divulgação Notícia do dia 03/12/2018

A vereadora Nêga Alencar (PSD), ao votar à favor do vereador Telo Pinto (PSDB) na eleição para a escolha da presidência da Câmara Municipal de Parintins, afirmou que independente de ser uma vereadora de oposição não pode deixar de participar do processo democrático no parlamento municipal.

 

A eleição para a nova presidência da Câmara Municipal aconteceu na manhã de segunda-feira, 3 de dezembro, no plenário Raimundo Almada. Nêga Alencar pontuou que um dos fatores que pesou para a escolha foi o fato de Telo Pinto ter mostrado independência política em relação à administração municipal. A vereadora enfatizou que cada vereador tem sua independência para legislar e fiscalizar, que esse papel é individual e característico do mandato.

 

“Vale salientar que nas eleições de 2018 Telo Pinto mostrou independência ao apoiar o candidato oposto ao apoiado pelo prefeito e seguimos no primeiro turno juntos. Ele teve posicionamento próprio. Enquanto o prefeito apoiou o Amazonino Mendes, o líder do prefeito apoiou o presidente do PSD, senador Omar Aziz. Tenho maturidade plena para reconhecer isso e o vejo como preparado para conduzir o Poder Legislativo”, afirmou a vereadora.

 

Para Nêga Alencar, deixar de participar da eleição da Câmara seria um ato de omissão. Ela ressaltou que independente de posicionamento político em relação da administração municipal, o que está em jogo é a eleição do Poder Legislativo e como vereadora tinha que se posicionar.

 

“É um colegiado eleitoral de onze vereadores, do qual faço parte como a segunda mais votada no pleito de 2016. É democrático de direito. Assim como sou oposição e critico a gestão municipal, tenho a certeza que qualquer vereador prezará pela independência dos poderes”, afirmou.

 

“Espero que o presidente eleito tenha discernimento necessário para separar a independência dos Poderes. Não é o fato dele ter sido o líder do prefeito, que vai permitir que o Legislativo se transforme em uma extensão da Prefeitura”, disse Nêga Alencar.

 

Assessoria Parlamentar – Nêga Alencar (PSD)

Serviços Repórter Parintins