Serviços Repórter Parintins

Polícia Federal investiga possível crime eleitoral em Parintins

A equipe da Polícia Federal, que está em Parintins, começou a investigar possíveis denúncias de irregularidade eleitoral.

Polícia Federal investiga possível crime eleitoral em Parintins Foto: Fernando Cardoso Notícia do dia 05/10/2018

Na manhã desta sexta-feira (05), duas pessoas estiveram no Cartório da 4ª Zona Eleitoral formulando denúncia junto à juíza eleitoral Larissa Padilha Roriz, que repassou a Polícia Federal para ouvir os denunciantes.

 

O delegado federal, Francisco Serra Azul Neto, informou que as denúncias que tem a mínima linha de investigação levam a equipe da PF cair a campo em busca de verificar se procede ou não a denúncia.

 

“Estamos ouvindo pessoas que dizem ter mínima linha de investigação. Isso não significa que tenha acontecido nada, nós ouvimos e vamos encaminhar a Justiça Eleitoral e ao Ministério Público para que se manifestem se é caso de abrir ou não inquérito”, declarou.

 

A situação exposta tange a possibilidade de dinheiro e uso de funcionários públicos para favorecer determinado candidato. “Ainda é cedo pra falar, não encontramos dinheiro, a notícia era essa, mas não foi encontrado dinheiro e estamos levantando se existe algum tipo de favorecimento ou cooptação. O nosso papel é tentar levantar o que tá acontecendo e às vezes a gente vai tateando”, declarou.

 

Serra Azul explicou que as pessoas ouvidas presenciaram uma situação que não devia estar ocorrendo no processo eleitoral. “Nós fomos lá e encontramos uma situação não muito clara e agora está se esclarecendo. Eu tenho muito cuidado com essas palavras porque as pessoas possivelmente envolvidas em processo eleitoral têm muito acirramento, e não necessariamente são bandidas”, declarou.

 

Serviços Repórter Parintins