Enforcamento e assassinato são investigados pela Polícia Civil

Noticia Atualizada em 07/12/2017
Enforcamento e assassinato são investigados pela Polícia Civil
Foto: Fernando Cardoso

Duas mortes registradas nesta quinta-feira (07) no município de Parintins deixaram a população impactada. Na zona rural, o interiorano Diney Barbosa Araújo, 42, foi encontrado por seus familiares morto por enforcamento.

 

Diney morava no Paraná de Parintins de Baixo e não há ainda informações se o mesmo se enforcou ou foi vítima de alguém.

 

Na zona urbana, o cadáver do pintor Roberto Farias Pinto, 45, foi encontrado por volta das 6h30 jogado na escadaria da Orla da Francesa, com indícios de espancamento. A irmã da vítima, Eva Farias Pinto, não soube informar quem possa ter agredido o irmão e nem as causas para o espancamento que ceifou a sua vida.

 

Ela cobrou justiça, lamentando que o irmão deixou três filhos órfãos, um deles de 13 anos que segundo ela, precisava do pai. “Peço muito a Deus que descubra quem fez isso para que não faça o mesmo sofrimento com outra família, porque é um sofrimento muito grande”, comentou.

 

Eva Farias relatou que o irmão trabalhava no Limão, inclusive, ontem (quarta-feira) ao retornar do trabalho comprou presentes pros filhos e deu dinheiro, depois como sempre fazia se dirigiu para a área da Orla da Francesa onde costumava beber.

 

“Ele sempre ia beber na Francesa e retornava. Pelo horário que o legista informou que ele foi morto de 0h para 1h da madrugada, a gente supõe que ele já estava indo de volta para casa porque o caminho é que vai pra casa”, explicou.

 

O médico legista Jorge de Paula Gonçalves relatou que no caso da morte por enforcamento houve morte por asfixia. Quanto ao homicídio, a vítima sofreu traumatismo crânio-encefálico devido hemorragia cerebral, ocasionado por agressão forte, o que causou afundamento na região frontal da cabeça, bem como escoriações na face direita e sangramento pelo ouvido (otorragia bilateral).

 

A Polícia Civil está investigando as causas para o enforcamento do interiorano Diney Barbosa Araújo e do assassinato do pintor Roberto Farias Pinto que pode ter sido latrocínio. A morte do pintor eleva para 17 o número de vítimas de homicídios em Parintins em 2017.

 

Fernando Cardoso | Repórter Parintins


Enquete

As perspectivas do parintinense para o fim de ano com relação a economia?

Aguarde...

Resultado
As perspectivas do parintinense para o fim de ano com relação a economia?
São ótimas

11 (18%)

São boas

14 (23%)

São razoáveis

37 (60%)

Total de 62 votos

Voltar

Galeria de Fotos

A notícia além do fato