Serviços Repórter Parintins

Sarampo no Amazonas apresenta redução de 83,6% em novembro

Sarampo no Amazonas apresenta redução de 83,6% em novembro Foto: Divulgação Notícia do dia 07/12/2018

As notificações de novos casos de sarampo seguem em declínio no Amazonas. De acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), de 1º a 28 de novembro foram notificados 60 casos da doença, contra 366 no mesmo período, em outubro, ou seja, uma redução de 83,6%. Os dados constam na 36ª edição do Boletim Epidemiológico do Surto de Sarampo, divulgada na quinta-feira (06/12) pelo órgão, que é vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Susam).

 

Para o diretor-presidente da FVS, Bernardino Albuquerque, o essencial é interromper a transmissão intermitente de sarampo, no Estado. “É fundamental a vigilância ativa e o reforço da imunização para o público alvo”, ressalta ele, pedindo que as Prefeituras se mantenham em guarda contra a doença.

 

Até o momento, no balanço geral, já foram notificados 11.258 casos de sarampo no Amazonas, atingindo 52 municípios. A maioria dos casos notificados, 9.724 (86,3%), se concentra em Manaus. Logo em seguida vem Manacapuru, com 1.041 (9,24%), Itacoatiara, com 260 (2,30%), Iranduba, com 132 (1,17%), Coari, com 121 (1,07%) e Parintins, com 111 (0,98%).

 

Os casos confirmados, no balanço geral, são provenientes de 48 municípios, sendo 7.966 de Manaus, 955 de Manacapuru, 141 de Itacoatiara, 83 de Iranduba, 97 de Coari e 53 de Parintins. Manaus é responsável por 81,9% das confirmações de sarampo, e segue com 22 casos em investigação. Na última semana, apenas dois casos foram notificados – um de Manaus e outro de Novo Airão.

 

Até o momento, foram registrados seis óbitos relacionados ao sarampo no Amazonas, sendo três residentes em Manaus, dois em Autazes e um em Manacapuru. Quatro foram registrados em menores de um ano de idade, um em adulto na faixa etária de 40 a 49 anos, e um em adulto maior de 50 anos.

Serviços Repórter Parintins