Serviços Repórter Parintins

Adriano Jorge realizou mais cirurgias em 10 meses do que em 2017

Adriano Jorge realizou mais cirurgias em 10 meses do que em 2017 Notícia do dia 06/12/2018

O número de cirurgias ortopédicas realizadas na Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), entre janeiro a outubro deste ano, foi 32% maior que o registrado em todo o ano de 2017. De acordo com dados da unidade, até outubro, foram realizadas 1.586 cirurgias, contra 1.203 em todo o ano passado. A unidade é referência em Ortopedia e Traumatologia.

 

O resultado obtido pela FHAJ é fruto da ampliação para os sábados dos plantões de cirurgias ortopédicas de alta complexidade. A medida foi adotada pela atual gestão da Secretaria Estadual de Saúde (Susam), com o objetivo de reduzir o tempo de espera para esse tipo de procedimento na unidade.

 

“De início, visamos a especialidade de maior demanda: joelho. O serviço de ortopedia da FHAJ realizou reavaliação dos pacientes e foram operadas 239 pessoas até 5 de novembro”, conta a diretora-presidente da FHAJ, Christianny Sena. “Também ampliamos o número de cirurgias de quadril, a segunda maior demanda, considerando o número de pacientes aguardando e também a complexidade desse tipo de cirurgia”, complementa a diretora.

 

Ampliação dos plantões - Com a ampliação dos plantões, o hospital teve um aumento semanal de 22,5% no número de cirurgias ortopédicas. Os procedimentos incluem cirurgias em joelho, quadril, braço e ombro.

 

“Essa foi uma das medidas que adotamos para permitir que as pessoas que necessitam desse tipo de procedimento sejam atendidas em menor espaço de tempo”, destacou o secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato.

 

Os plantões aos sábados na FHAJ somaram-se à programação semanal de cirurgias que já era realizada normalmente no hospital. “Com essa e outras medidas adotadas, foi possível atender aquelas pessoas que estavam esperando há muito tempo para fazer esse tipo de cirurgia”, afirmou Deodato.

 

Ressonância - Outra medida tomada pela Susam, logo no início da atual gestão, e que aumentou a produção da FHAJ, foi a reativação da máquina de ressonância da unidade, ainda em novembro do ano passado. Na ocasião, o aparelho estava inoperante há três meses, por conta de problemas técnicos. Em pleno funcionamento, o equipamento tem a capacidade de atender até 25 pacientes por dia.

 

Ampliação de leitos - A capacidade de atendimento na FHAJ também foi ampliada, este ano, com a entrega de uma ala de enfermarias com 47 novos leitos de internação. O espaço ocupa o quarto andar da unidade, que passou por uma ampla reforma. Os novos leitos atendem tanto os pacientes da unidade, como são, também, retaguarda aos de hospitais da rede de urgência e emergência, como 28 de Agosto, João Lúcio e Platão Araújo.

Serviços Repórter Parintins