Serviços Repórter Parintins

Defensoria de Parintins implanta projeto de leitura e tem aprovação do público

Defensoria de Parintins implanta projeto de leitura e tem aprovação do público Foto: Marcondes Maciel Notícia do dia 08/11/2018

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE), unidade do Polo “Zeca Pontes” em Parintins, iniciou um processo de atendimento mais humanizado para as pessoas que necessitam de auxílio de um advogado público naquele órgão e implantou o projeto de incentivo à leitura “Cantinho da Leitura”.

 

O espaço destinado aos livros é de fácil acesso ao público e fica permanente na sala de espera do prédio da Defensoria Pública de Parintins, com vários títulos de obras literárias, poesias, romance, história, literatura infantil e até volumes jurídicos.

 

De acordo com o defensor público Inácio de Araújo Navarro, depois da implantação do projeto “Cantinho da Leitura” na DPE em Parintins, as pessoas começaram a ter mais interesse pela prática da leitura, uma vez que encontram acesso direto com uma biblioteca, um espaço de leitura humanizado.  

 

“A Defensoria, em sua prática visa à educação e a promoção da dignidade e a leitura passa por tudo isso. Nós disponibilizamos o “Cantinho da Leitura”, uma iniciativa da nossa servidora Hortência Gonçalves”, disse o Inácio Navarro, ressaltando o aumento no número de pessoas que se sentem atraídas para ler um bom livro.

 

“Nós conseguimos uma doação de livros muitos bons. Alguns livros são relíquias e a população que é assistida pela Defensoria tem realmente usufruído no nosso ‘Cantinho’. Nas últimas semanas percebemos que alguns assistidos têm comparecido somente para ter a oportunidade usufruir do Cantinho da Leitura”, pontuou o defensor.

 

Para Inácio Navarro, devido a grande procura pelo espaço de leitura, a ideia é aumentar a quantidade de livros para o público dentro da Defensoria de Parintins.

 

“Tem sido uma prática muito legal e eu espero que possamos aumentar o nosso acervo de livros. Quem quiser doar livros pode se dirigir até a Defensoria, na rua Paraíba, número 3771, que nós agradeceremos muito”, destacou o defensor Navarro.

 

Oportunidade de ler bons livros

Uma das pessoas que aprovou a iniciativa e faz questão de interagir com o acervo do Cantinho da Leitura é a estudante Lilian Lira Santos, 23 anos. A jovem disse que enquanto acompanhava sua mãe Neuza Lira na audiência, aproveitou para ler bons livros.

 

“Eu achei bem interessante o projeto porque, como às vezes demora um pouco para ser atendido, a gente aproveita para colocar a leitura em dia, conhecer outros títulos de livros. Por exemplo: peguei um livro que ainda não conhecia que fala sobre poesias e adorei. Depois peguei outro chamado Tabuias, que eu já tinha lido e fiz questão de ler novamente”, afirmou Lilian Lira Santos.

 

Para a estudante Lilian, o exemplo dos defensores públicos de Parintins deveria ser expandido para todos os órgãos públicos.

 

“É uma oportunidade de conhecer novos livros, colocar a leitura em dia e até rever aqueles livros que a gente já leu, pra dar uma lembrada do assunto. Eu achei muito interessante essa ideia”, comentou a jovem.

 

Marcondes Maciel | Repórter Parintins

Serviços Repórter Parintins