Base do governo municipal não comparece no encontro de pescadores

Base do governo municipal não comparece no encontro de pescadores Foto: Fernando Cardoso Notícia do dia 11/12/2017

Causou estranheza a ausência do prefeito Bi Garcia (PSDB), dos vereadores e dos secretários municipais, principalmente de Edy Albuquerque, titular da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca, Pecuária e Abastecimento (Sempa). Para representar o Executivo esteve presente somente o vice-prefeito Tony Medeiros (PSL).

 

Dermilson Chagas

O encontro contou com a presença do deputado estadual e líder do governador Amazonino Mendes (PDT) na Aleam, Dermilson Chagas (PEN), e foi promovido pela Colônia dos Pescadores e Pescadoras Artesanais de Parintins (Colppapin), na manhã de segunda-feira, 11 de dezembro, no Ceti Parintins.

 

Representantes da pesca

Entre os principais vereadores esperados no encontro que tratou das políticas públicas do setor pesqueiro em Parintins estavam os parlamentares representantes dos pescadores Marcos da Luz (PRTB), que é presidente da Colônia de Pescadores Z-17 de Parintins e Beto Farias (PTN).  Marcos e Beto não compareceram ao encontro.

 

Ausência  

Um fato chamou a atenção dos presentes: a assessoria de imprensa da administração municipal que chegou ao local do encontro com antecedência, permaneceu no local até a chegada de Tony Medeiros e estranhamente se retirou do auditório sem fazer um único registro fotográfico.

 

Políticas públicas

O deputado Dermilson Chagas discursou para o público, formado por pescadores e outras entidades associativas. Ele destacou a importância da organização civil e não governamental sobre a importância da pesca artesanal na sociedade, estímulo da atividade pesqueira, elaboração de políticas voltada ao setor, assistência técnica e outras.

 

Organização criminosa

Dermilson mostrou- se contrário à prática de fraudes e irregularidades nas entidades de pesca, a exemplo do que aconteceu com a Federação dos Pescadores dos Estados do Amazonas e Roraima (Fepesca).

 

Desvio

A instituição teria desviado entre 2009/2014 algo em torno de R$ 7,8 milhões de repasses do Governo Federal. O dinheiro iria beneficiar 9,6 mil pescadores artesanais em vários municípios do Estado.

Serviços Repórter Parintins fevereiro 2018