Quatro meses depois, corpos de vítimas do naufrágio com empurrador em Óbidos são encontrados

Noticia Atualizada em 06/12/2017
Quatro meses depois, corpos de vítimas do naufrágio com empurrador em Óbidos são encontrados

A equipe responsável pelo resgate das vítimas do naufrágio do empurrador CXX confirmou por volta das 15h40min desta quarta-feira (6) que todos os nove corpos dos tripulantes e passageiros que estavam desaparecidos desde o dia 2 de agosto foram encontrados em vários compartimentos dentro da embarcação. A remoção foi concluída até o final da tarde. Foram 126 dias de angústia para os familiares desde o dia do acidente.

 

A operação de resgate que parou às 21h de terça-feira (5) em função da baixa luminosidade e da grande quantidade de escombros dentro do empurrador foi retomada às 08h30min desta quarta-feira com a retirada do terceiro dos cinco corpos que já haviam sido localizados. O sexto corpo foi localizado ainda pela manhã. Dos nove tripulantes, dois sobreviveram ao acidente e foram resgatados por um pequeno barco pouco tempo depois de o empurrador sumir nas águas do Rio Amazonas.

 

O trabalho na cabine de comando do rebocador foi o mais complicado da operação de remoção dos corpos segundo o perito Felipe Sá. A equipe de resgate precisou utilizar escadas e serras por causa das condições da estrutura que ficou muito amassada, o que dificultou a remoção do terceiro corpo. Antes das 11h, dois corpos foram removidos, somando quatro com os dois que já haviam sido retirados para a balsa de apoio na segunda-feira (5).

 

Com a localização dos três corpos no primeiro pavimento do empurrador, representantes de órgãos de segurança embarcaram em uma lancha a caminho de Santarém, para onde foram levados os corpos pela equipe do IML para coleta de material no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.

 

Os familiares dos nove desaparecidos no naufrágio do empurrador CXX deixaram o município de Óbidos no início da manhã desta quarta-feira. Eles retornaram para Santarém em lancha fretada.

 

A Smit está iniciando nesta quarta-feira o seu regresso para a Holanda com o equipamento que foi trazido para o resgate. Após a finalização da remoção dos corpos, a Marinha conversará com a Bertolini, para saber se a empresa pretende levar o empurrador para Manaus, onde será feita a investigação sobre as causas do acidente.

 

Colaborou a repórter Débora Rodrigues/TV Tapajós

 

 


Enquete

As perspectivas do parintinense para o fim de ano com relação a economia?

Aguarde...

Resultado
As perspectivas do parintinense para o fim de ano com relação a economia?
São ótimas

11 (18%)

São boas

14 (23%)

São razoáveis

37 (60%)

Total de 62 votos

Voltar

Galeria de Fotos

A notícia além do fato