Vergonha e tristeza: Gallardo lamenta cenas da Bombonera contra o Boca

Treinador do River Plate não esconde decepção com episódio de violência, mas comemora que jogadores argentinos não tiveram problemas mais sérios

Noticia Atualizada em 19/05/2015
Vergonha e tristeza: Gallardo lamenta cenas da Bombonera contra o Boca
Foto: Divulgação Internet

Nesta segunda-feira, Marcelo Gallardo, técnico do River Plate, deu a primeira entrevista coletiva após os incidentes ocorridos na última quinta-feira. Na ocasião, a partida do River com o Boca Juniors foi interrompida no intervalo porque torcedores do Boca jogaram um líquido que causou danos aos olhos e à pele de alguns rivais.

 

Na noite desta segunda-feira Gallardo lamentou profundamente o ocorrido e a acabou falando mais do que se passou do que propriamente da partida contra o Cruzeiro, nesta quinta-feira, às 22h (de Brasília), no Monumental de Nuñez, pelas quartas de finais da Taça Libertadores.

 

- Depois de tudo que aconteceu, nós temos que voltar a nos concentrar na competição. Estamos a poucos dias de voltar a jogar uma partida importante. Nossos jogadores e nossa comissão técnica vai estar focada no jogo contra o Cruzeiro. Quanto ao que passou, creio que foi como um trago amargo, como uma tristeza enorme.

 

Para Gallardo, o absurdo do ocorrido poderia ter sido mais grave. O técnico do River deixou transparecer um certo alívio ao comentar que todos os seus jogadores estão vivos e passando bem, deixando claro que algo pior esteve prestes a acontecer na Bombonera, semana passada.

 

- Muito além do lado esportivo, está o lado humano. Foi uma situação absurda a que aconteceu no campo do Boca e deixou todos muitos tristes. Mas acredito que poderia ter sido muito pior a situação. Estamos contentes porque nossos jogadores já estão melhores. Temos que trabalhar nosso foco porque o show tem que continuar. Foi muito dramático, mas temos que tratar de encerrar logo este capítulo, por mais difícil que seja.

 

Marcelo Gallardo não escondeu a vergonha que sentiu das imagens que correram o mundo. O técnico do River, entretanto, evitou comentar a decisão da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e as declarações e atitudes dos diretores e jogadores do Boca Juniors. Gallardo foi questionado diversas vezes durante a entrevista coletiva desta segunda sobre o assunto, mas foi político e evitou acusações diretas que pudessem esquentar ainda mais o bélico entre os dois principais clubes da Argentina.

 

FONTE:G1


Enquete

As perspectivas do parintinense para o fim de ano com relação a economia?

Aguarde...

Resultado
As perspectivas do parintinense para o fim de ano com relação a economia?
São ótimas

11 (18%)

São boas

14 (23%)

São razoáveis

37 (60%)

Total de 62 votos

Voltar

Galeria de Fotos

A notícia além do fato