Regularização de CPF deve ser solicitada por e-mail

Regularização de CPF deve ser solicitada por e-mail Imagem: Agência Brasil Notícia do dia 09/04/2020

A Delegacia da Receita Federal em Manaus informa que as demandas para a regularização de CPF para os habitantes do estado do Amazonas devem ser solicitadas por meio do endereço de e-mail de atendimento.

 

Os contribuintes não devem procurar diretamente as unidades da Receita Federal. O contribuinte deverá enviar e-mail para o seguinte endereço: [email protected]

 

No e-mail, o contribuinte deverá informar: nome, CPF, telefone e endereço.

 

A Delegacia da Receita Federal em Manaus (AM), em conjunto com a Receita Federal do Brasil, informa que após o recebimento do e-mail, os atendentes responderão ao contribuinte com as orientações necessárias.

 

Em Parintins, a população tem se dirigido ao prédio da Receita Federal para obter informações, porém as dúvidas ficam mais evidentes, fato que levou o chefe da agência, Antônio Andrade explicar a dinâmica do processo.

 

De acordo com Fernando Cardoso, repórter da rádio Alvorada, para tirar dúvida das inúmeras pessoas que buscam informações a cerca do auxílio emergencial concedido pelo Governo Federal, nesse momento de pandemia do coronavírus, a Receita Federal afixou folders no mural da instituição orientando sobre o sistema de atendimento.

 

O material explica que não há atendimento presencial, mas por meio de canais oficiais na internet.

 

O repórter ressalta que o chefe da Receita no município, Antônio Andrade, explica que os funcionários estão suscetíveis a contrair o vírus caso atendam no prédio da Receita, por isso passaram a atender nas residências.

 

Antônio disse que nem todos os serviços da RF estão sendo acessados, visto que a Caixa Econômica passou a utilizar para o cadastramento do CPF das pessoas que serão beneficiadas com o dinheiro que será liberado a partir desta quinta-feira (9), para quem é cadastrado no CadÚnico, para quem tem poupança na Caixa e conta corrente no Banco do Brasil.

 

Texto: Neudson Corrêa

Tags: