Aprovados no PSS são contratados e lotados pela Secretaria de Educação

Após lotação, os aprovados já estão aptos para lecionar nas escolas

Aprovados no PSS são contratados e lotados pela Secretaria de Educação Foto: Eduardo Cavalcante/Secretaria de Educação e Desporto Notícia do dia 17/02/2020

Com mais de 30 anos de profissão, a professora de Matemática, Aglair Melo, de 66 anos, foi uma dos 1.128 aprovados no Processo Seletivo Simplificado (PSS) da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, contratados em caráter temporário e emergencial para ano letivo de 2020. “Preciso para completar o tempo de serviço para aposentar e para complementar a renda”, diz ela sobre a razão de ter se inscrito no processo.

 

De todo tempo de experiência de Aglair, 29 anos foram dedicados à Escola Estadual Eunice Serrano. Ela lecionou também nas escolas Nilo Peçanha, Pedro Silvestre e Antenor Sarmento. A professora, que já deu aulas para os ensinos Fundamental e Médio, disse ter um carinho especial pelas turmas do Avançar.

 

“Eu acho que a falta de acompanhamento dos pais reflete muito no desempenho dos alunos, principalmente no Ensino Fundamental. Eu gosto muito do Avançar porque algumas vezes os pais também não tiveram ensino e acabam não conseguindo ajudar, então a gente desenvolve um trabalho e eles se dedicam, aprendem.  É claro que alguns deles são revoltados e têm outras questões, mas é só ter paciência e jeito”, afirma a professora.

 

Com um pouco menos de experiência que Aglair, mas com muita vontade de contribuir para a educação dos adolescentes, o professor Jair Matos, de 31 anos, também buscou no PSS um meio de complementar a renda. Ele é funcionário da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e pela Secretaria de Estado foi lotado para lecionar Matemática na Escola Estadual de Tempo Integral Marcantonio Vilaça, na zona norte de Manaus.

 

Matos diz que quer ajudar os alunos a entrar no Ensino Médio Técnico.  “Espero poder ajudá-los com muito raciocínio, muitas questões para resolver. Eu tenho mestrado em Matemática, então espero poder prepará-los para a Olimpíada de Matemática e para entrar na Fundação Matias Machline e Instituto Federal, caso eu pegue turmas do 9º ano”, frisa.

 

Atendimento

O Processo Seletivo foi feito pelo Cetam. À Secretaria de Estado de Educação cabe a verificação de documentos conforme o especificado no edital e a contratação dos candidatos.

 

O atendimento do aprovados na capital começou na sexta-feira (14/02) e segue até esta terça-feira (18/02). Os aprovados no interior começaram a ser atendidos nesta segunda-feira (17/02), e o atendimento segue até a quarta-feira (19/02). Os aprovados são os candidatos inscritos para o ensino regular, mediado por tecnologia e especial. Os candidatos aprovados para a Educação Prisional e Indígena estão sendo verificados.

 

“Nosso atendimento começa às 8h e por ordem de classificação no processo. Se o candidato não estiver quando for chamado, ele vai para o final da fila. A partir da entrega da contratação e lotação, eles já podem ir para a escola exercer o efetivo exercício”, explica Marilene Remigio, responsável pela Gerência de Valorização do Servidor (Gervs).

 

Tags: