MPAM participa de ação de prevenção ao suicídio entre jovens de Urucará

MPAM participa de ação de prevenção ao suicídio entre jovens de Urucará Foto: MPAM Urucará Notícia do dia 19/10/2019

A Promotoria de Justiça de Urucará, localizado na região central do Amazonas, a 281 quilômetros de Manaus, está investigando ocorrências de tentativas de suicídio, desmaios coletivos e a disseminação de um vídeo que sugere a automutilação entre estudantes do Centro Integrado de Educação em Tempo Integral (Ceti) da cidade. No dia 17 de outubro, a Promotora de Justiça Priscila Carvalho Pini, titular do MPAM no município, ministrou palestra na escola sobre prevenção ao suicídio como forma de reforçar as medidas contra o suposto fenômeno.

 

"A palestra teve como alvo a prevenção ao suicídio, após diversos casos de depressão e tentativas de suicídio de jovens na comarca, bem como da divulgação de vídeos incentivando o suicídio no local. Com a participação do enfermeiro Janderlan Ramos da Silva, foram explicados os sintomas e fatores que auxiliam a identificar a depressão e a ansiedade", disse a Promotora de Justiça.


A investigação foi instaurada no dia 23 de julho de 2019, depois de contato de dois conselheiros tutelares da cidade, que relataram ocorrências de três tentativas de suicídio por um mesmo estudante, de 17 anos. A diretora do Ceti também compareceu à Promotoria de Justiça, onde relatou o caso de um aluno, já devidamente identificado pela escola, que estava espalhando entre os colegas um vídeo com conteúdo que, segundo ela, induzia os jovens à automutilação.

 

"O Ministério Público, atuando da defesa da infância e juventude, colocou em debate o induzimento, instigação ou auxílio ao suicídio, explicado que a participação em tal ato pode, sim, caracterizar delito ou ato infracional, quando praticado por adolescentes. Os jovens ainda foram orientados sobre quais órgãos procurarem caso notem a presença de sintomas depressivos ou tenham ideias suicidas, colocando-se à disposição toda rede da infância e juventude", concluiu. A palestra teve o apoio dos servidores da Promotoria de Urucará, Gladson Fernando e ClarissaMarinho (foto).

 

Texto: Alessandro Malveira - ASCOM MPAM

 

Com informações do: MPAM

Tags: