Sete ex-ministros da Justiça criticam atuação de Moro no caso dos hackers

Ex-titulares da pasta nos governo FHC, Lula, Dilma e Temer veem 'exorbitância' e 'abuso de poder' na conduta do ex-juiz.

Sete ex-ministros da Justiça criticam atuação de Moro no caso dos hackers Notícia do dia 31/07/2019

Palavras como "Ilegal", "Irregular", "Abusivo", "Absurdo", "Indecente", "Exorbitante" são alguns dos adjetivos usados por ex-ministros da Justiça que ocuparam o cargo nos últimos 24 anos - nos governos FHC, Lula, Dilma e Temer -, para se referir à conduta do atual ocupante da pasta, o ex-juiz federal Sérgio Moro, no caso da investigação da Polícia Federal sobre hackers.

 

De acordo com o Portal Terra, reproduzindo matéria publicada pela BBC News Brasil, os sete ex-ministros ouvidos pelo jornal digital, embora seja chefe administrativo da corporação, não cabe ao ocupante da pasta determinar rumos de investigação, receber informações antecipadas sobre operações, ter acesso a provas e informações sob sigilo judicial e repassar tais informações a pessoas que não são parte do inquérito. Para eles, há indícios de que Moro possa ter recentemente violado alguma dessas regras.

 

Depois que a Operação Spoofing, na semana passada, prendeu quatro pessoas acusadas de ser responsáveis pelo hackeamento de mensagens trocadas por Moro, procuradores da Operação Lava Jato e cerca de mil autoridades, o ex-juiz federal telefonou para alguns dos supostos alvos dos criminosos, na última quinta-feira, 25 de julho, para informá-los.

 

LEIA MATÉRIA COMPLETA NO PORTAL TERRA

Tags: